9 possíveis temas para a redação do Enem 2018

O Enem deste ano já tem data marcada: acontece em todo o Brasil em 4 e 11 de novembro. Com o exame se aproximando, surgem as especulações sobre os temas de redação. Uma maneira de se preparar para a prova, além de ler e praticar a escrita, é ficando por dentro dos assuntos que estão sendo discutidos na atualidade. Neste post, trazemos 8 temas que têm sido bastante comentados. Procure aprofundar-se neles!

Fake news

As fake news (notícias falsas) têm se espalhado rapidamente com a ajuda das redes sociais. Mais do que textos jornalísticos mal apurados, tratam-se de boatos intencionalmente divulgados para influenciar a opinião pública. Quem produz essas informações se aproveita muita vezes da falta de senso crítico de quem navega, assim como da polarização política. Porém, cabe ao cidadão pesquisar o autor da matéria, descobrir se o site é confiável, dentre outras técnicas para atestar a veracidade do conteúdo. Em um ano eleitoral, vale atentar para o assunto.

Aborto

A interrupção da gravidez já é um dos principais temas de 2018, tudo por conta da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, que trata da descriminalização do aborto até a 12ª semana de gestação. Proposta pelo PSOL, a medida pede que sejam excluídos do Código Penal os artigos 124 e 126, que determinam que é crime a interrupção da gravidez para a mulher que aborta e para quem a ajuda fazer o procedimento.

Aumento da depressão entre jovens

Só aumenta o número de jovens com depressão e outros transtornos psicológicos. Crise econômica, imediatismo da atualidade, busca de aprovação nas redes sociais e a proximidade do vestibular são alguns dos fatores que têm levado novas gerações a lidarem com o problema. Para falar do assunto na redação do Enem, tenha dados em mente e pense nas causas e consequências do problema, além da proposta de intervenção, aspecto obrigatório no exame.

Bullying e cyberbullying

O bullying e o cyberbullying continuam temas atuais, com casos divulgados na mídia no último ano. Essa forma de agressão física ou verbal ocorre de forma repetitiva entre crianças e adolescentes, em geral em fase escolar. No cyberbullying, o palco para o abuso é a internet, mas as duas formas podem caminhar juntas. Para discutir o tema na redação, apresente dados e aponte soluções.

Aumento de DSTs

O número de casos de HIV tem crescido entre os jovens, de acordo com o Ministério da Saúde. Ela, porém, não é a única: hepatite, gonorreia, herpes, sífilis e HPV são outras doenças sexualmente transmissíveis (DSts) que estão se tornando mais comum entre os jovens.

Pessoas em situação de rua

As pessoas em situação de rua são uma realidade nas grandes cidades brasileiras. Com a crise econômica dos últimos anos, a questão se tornou ainda mais grave e, para resolvê-la, são necessárias políticas públicas eficientes. Cabe ao estudante atentar para esse problema e discuti-lo propondo soluções.

Escravidão contemporânea

A escravidão contemporânea voltou a ser discutida com mais frequência após uma mudança feita pelo governo Temer. A decisão mudou o conceito de trabalho escravo. Antes, a condição de trabalho análoga à escravidão era estar submetido a trabalhos forçados. Agora, para ser considerado análogo à escravidão, é preciso que o trabalho seja exigido sob ameaça. A decisão foi considerada como um retrocesso por órgãos trabalhistas, procuradores e juízes.

Doação de órgãos

Que doar órgãos pode salvar muitas vidas não é novidade. No entanto, muitas famílias ainda se recusam a doar órgãos de parentes com morte cerebral, fato que tem crescido. Isso coloca em discussão a necessidade de se declarar o desejo de ser doador de órgãos, o que é importante para melhorar as estatísticas e, principalmente, salvar vidas.

Obesidade no Brasil

O número de pessoas obesas (aquelas com Índice de Massa Corporal igual ou superior a 30 kg/m²) tem aumentado no Brasil, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Cada vez mais sedentários, os brasileiros também têm consumido alimentos menos saudáveis, como os ultraprocessados. O problema é que o sedentarismo e a obesidade são porta de entrada para outras doenças. Por conta disso, o governo tem feito algumas medidas de conscientização para estimular o consumo de alimentos saudáveis.

Esperamos ter ajudado você a se preparar para o Enem com este post! E aí, qual é sua aposta de tema para 2018? Para ficar por dentro de outras dicas e turbinar seu conhecimento em língua portuguesa, acompanhe o site do Professor Nolsen!

Compartilhar:

Deixe uma resposta