Seleção Lexical

A seleção lexical é um dos assuntos mais sutis e importantes quando falamos de construção ou direcionamento argumentativo crítico. A escolha das palavras, seu impacto no texto e no pensamento crítico são temas da discussão feita nesta aula com a professora Mestra em Linguagem e Tecnologia Glaucia Dissenha. (mais…)

Subsídios textuais

Subsídios Textuais

Na língua portuguesa, os textos são classificados de acordo com sua estrutura, objetivo e finalidade, dividindo-se em quatro tipos: dissertativo, descritivo, narrativo e injuntivo. Na construção do pensamento crítico, saber identificar a tipologia de um texto torna-se fundamental. Quando percebemos que um texto é do tipo dissertativo, por exemplo, automaticamente compreendermos que a intenção de seu autor é defender uma tese por meio da apresentação de argumentos que buscam convencer o leitor. No texto narrativo, em contrapartida, o objetivo é contar uma história com enredo, personagem, narrador, espaço e tempo. Os tipos textuais, portanto, nada mais são do que subsídios para o pensar criticamente. (mais…)

Subsídios linguísticos

Subsídios Linguísticos

A língua portuguesa é a ferramenta por meio da qual adquirimos conhecimento e expressamos nosso pensamento crítico. Em outras palavras, é ela que fornece os subsídios linguísticos de que precisamos para pensar criticamente. Em nosso dia a dia, por exemplo, somos bombardeados a todo instante por textos, sejam eles verbais, não verbais, ou mistos. (mais…)

Romantismo em Portugal

Romantismo em Portugal

O Romantismo em Portugal surgiu no século XIX tendo como marco a obra A voz do Profeta, de Alexandre Herculano. Esse movimento surgiu em meio a uma insatisfação social, transformação econômica e política, visto que a família real veio para o Brasil temendo a invasão Francesa decorrente do Bloqueio Continental. (mais…)