Como se preparar para o Enem

Como se preparar para o Enem: dicas infalíveis

Que o Enem é motivo de dor de cabeça para muito gente, você já sabe. É preciso estar atento ou atenta a tudo que se aprende durante o Ensino Médio. O exame não apenas avalia a qualidade do ensino nesta etapa da educação, mas também abre portas para muitas das melhores universidades do país. Por isso, vamos te dar algumas dicas infalíveis para você se dar bem!

Edital

A primeira ação de alguém que se prepara para um exame como o Enem deve ser a leitura atenta do edital. Neste documento constam todas as informações que você precisa saber para se organizar e não deixar passar nada em branco. Áreas do conhecimento, dias e horários das provas, materiais que você pode e que você não pode levar: tudo está detalhado lá! Informe-se para não correr o risco de adiar o sonho do ensino superior.

Conhecimento teórico X Conhecimento Prático

Você já deve ter parado para analisar várias provas dos exames de anos anteriores e, consequentemente, deve ter percebido que uma das principais características do Enem é a teoria aliada à prática! As questões, basicamente, abordam os conhecimentos adquiridos durante o Ensino Médio de modo que possam ser aplicados no cotidiano da sociedade como um todo, além de avaliar as habilidades do estudante. Isso significa que é preciso haver muita dedicação durante os três anos dessa última fase de estudos antes do ingresso ao ensino superior. Esqueça os cursinhos preparatórios se você não tiver se dedicado aos estudos durante a etapa completa. Prática e teoria unidas exigem reflexão e pensamento crítico! Assim é não apenas com a Língua Portuguesa, mas em todas as áreas do conhecimento.

Esqueça a velha decoreba e as famosas colas, agora é o momento de entender o conteúdo de verdade, posicionar-se sobre ele, fazer perguntas ao professor, montar grupos de estudo, ler com atenção, interpretar corretamente. É o momento de perceber que não são apenas notas que estão em jogo, mas o seu futuro!

Pensamento crítico

Para construir o pensamento crítico, posicionar-se, interpretar o mundo do qual você, enquanto cidadão, faz parte, é preciso estudar muito. Não estamos nos referindo àquele momento específico que você destina ao estudo formal de conteúdo, mas ao seu dia a dia de um modo geral. Você pode estudar lendo jornais, acessando sites de notícias na internet, lendo bons livros, conversando com pessoas que entendem dos assuntos de seu interesse. Essas são atitudes que ampliam o conhecimento de mundo e garantem a você a construção de um pensamento mais reflexivo a respeito de tudo que acontece ao seu redor. O Enem se preocupa muito com tais questões e é sempre importante estar com a interpretação de texto em dia.

Planejamento

É sempre importante planejar seu calendário de estudos. Começar pelos conteúdos mais fáceis turbina seu cérebro para encarar os mais difíceis. Antes disso, verifique o que você considera mais complicado, pois deverá encarar suas dificuldades passando mais tempo dando atenção a questões relacionadas a elas.

Procure dedicar um dos dias apenas ao preparo para a redação, pois esta é uma área que vai exigir muito do seu conhecimento. Neste dia, dedique-se a simulados, leituras, verificação de boas redações publicadas na internet (há muitas delas circulando por aí!) e até de correções e gabaritos dessas produções. A prática torna tudo mais fácil e natural. Se você souber se organizar e se mantiver firme em seu planejamento, vai tirar o Enem de letra!

Leitura e compreensão

Leia muito, o tempo todo! É a leitura que vai te deixar atento, que vai te fazer perceber aquelas informações que estão nas entrelinhas, que vai te fazer compreender que nenhum texto é isento de opinião, de posicionamento. Não existe neutralidade na escrita. Quando você se sentir apto a entender isso, sua interpretação nunca mais será a mesma, pois você terá ultrapassado um dos níveis mais importantes do conhecimento! Interpretar o mundo é demais! Diante de um cenário em que todos querem ter razão através de pouca informação, a leitura é processo transgressor e libertador!

Redação nota mil

Imagine que alguém se dirija neste momento a você pedindo para que fale a respeito dos processos migratórios na União Europeia. Congelou? Pois é, é assim que redações de testes seletivos e exames como o Enem funcionam. Não dá para conhecer previamente o tema. Como fazer, então, para se dar bem na redação? Informar-se é primordial! Os temas de redações costumam contemplar questões atuais, amplamente discutidas pela sociedade e, muitas vezes, bastante polêmicas.

O primeiro passo é a constante informação através de jornais, notícias televisivas, programas de rádio, colunas e blogs na internet. Um aviso: cuidado com as conhecidas fake news! É sempre importante procurar por fontes sérias, especialistas no assunto, figuras públicas que tenham conhecimento acerca do que você procura.

Pratique a tipologia dissertativa-argumentativa, recorrente no Enem. Isso significa saber explorar o conhecimento acerca do assunto, formar uma tese (sua opinião) e defendê-la com bons argumentos. Falamos com profundidade a respeito desse modelo de redação no post “Aprenda a escrever uma boa redação”. Confira lá!

Um passo a passo importante que pode ser seguido no dia da prova é:

  • conferir a proposta e certificar-se de que a compreendeu;
  • organizar as informações com uma relação lógica entre elas;
  • mostrar conhecimento sobre o tema (isso só se adquire com muita leitura);
  • montar a tese, usar argumentos e não esquecer de propor uma solução para o problema;
  • possuir domínio da norma culta da língua.

Com leitura, muito estudo, prática e planejamento, não tem erro! Você certamente se dará bem em qualquer exame de seleção! Quer saber mais sobre o Enem? Você também pode acessar nossa postagem “Tudo sobre o Enem 2019”. Ela contém dicas espertas para não perder nada antes nem durante as provas.

Bons estudos e boa sorte!


BANNER-EBOOK-GUIA-ENEM-2019

Compartilhar:

Deixe uma resposta