Uso da palavra ''se''

O uso da palavra se: aprenda de uma vez por todas

Hoje vamos concentrar nosso estudo em uma palavra de pequena extensão, mas com inúmeras qualidades. Estamos falando da palavra SE, uma simples partícula que pode apresentar funções sintáticas importantes em textos escritos de acordo com a norma culta, aquela que segue a gramática normativa, já abordada aqui no blog

Provavelmente, seu primeiro contato com essa palavra, na escola, durante o estudo da língua portuguesa, deve ter ocorrido durante a aprendizagem de pronomes pessoais. Ela tem característica pronominal (pronome pessoal oblíquo) e é um importante elemento de coesão textual, uma vez que se une ao verbo substituindo termos já mencionados num momento anterior, seja na fala ou na escrita, e, assim, evitando a repetição de tais informações. 

O uso de SE, contudo, é muito mais rico e variado do que podemos imaginar. Por isso, daremos uma conferida em outros casos para que você possa ampliar suas opções quando diante do desafio de produzir um discurso de qualidade nas duas modalidades da língua. Vamos iniciar nossa análise? Vejamos.

Partícula apassivadora/Pronome apassivador

Normalmente ligada a verbos transitivos diretos, expressa a voz passiva de uma ação, ou seja, trata de uma ação que foi sofrida por algo ou por alguém. Como o verbo, nestes casos, costuma ser conjugado na 3ª pessoa, a partícula SE gera o que chamamos de voz passiva sintética. 

Exemplo: Alugam-se casas.

                  Cobra-se taxa.

Parte integrante do verbo

Nestes casos, costuma estar ligada aos chamados verbos pronominais, aqueles que denotam ações próprias do sujeito. Alguns exemplos desses verbos: amar-se; valorizar-se; queixar-se; vitimizar-se; arrepender-se.

Exemplo: Arrependeu-se amargamente daquela decisão.

Pronome reflexivo

Costuma ser objeto direto do verbo, expressando uma ação que o sujeito realiza para si mesmo. Alguns verbos que, acompanhados do pronome, têm sentido de “a si mesmo”: cortar-se; machucar-se; distrair-se; punir-se; pentear-se.

Exemplo: Ele machucou-se durante o jogo de futebol.

Partícula de realce ou expletiva

Em casos como esse, costuma ligar-se a verbos intransitivos a fim de destacar a ideia da ação. Pode ser facilmente retirado da oração, sem alterar seu sentido.

Exemplo: Respeitou-se o momento dedicado ao hino nacional.

Índice de indeterminação do sujeito

Assume essa função quando ligado a verbo intransitivo ou a verbo transitivo indireto conjugados na 3ª pessoa do singular, o que torna o sujeito indeterminado. 

Exemplo: Contrata-se recepcionista com experiência. (nesse caso, não é possível identificar o sujeito que contrata)

Conjunção

Ao exercer a função de conjunção, SE acaba ligando orações que possuem uma relação de dependência sintática entre si. Tais orações são classificadas como subordinadas. Essa ligação acaba originando relações de sentido diversas, de acordo com o que se deseja dizer. Enquanto conjunção a palavra SE pode ser:

  • Conjunção subordinativa integrante (em orações subordinadas substantivas)

Exemplo: Carlos não disse se vai ao jantar de amanhã. (observe que SE liga a oração principal a uma oração subordinada substantiva, dando a ela a função de objeto direto do verbo dizer.)

  • Conjunção subordinativa causal (em subordinadas adverbiais)

Exemplo: Se não conseguiu se preparar a tempo, não deveria ter feito o exame. (observe que SE pode ser substituído por termos como “já que” ou “como”, estabelecendo uma relação de causa entre as orações.)

  • Conjunção subordinativa condicional (em subordinadas adverbiais)

Exemplo: Se não fizer a tarefa, não poderá ir ao cinema com seus amigos. (observe que SE estabelece uma relação de condição entre as orações. A condição para ir ao cinema com os amigos é fazer a tarefa.)

Como acabamos de ver, SE é uma palavra de inúmeras facetas, que agora pode ser usada por você sem dúvidas nem erros. É muito fácil usá-la a seu favor de modo a aprimorar o seu discurso todos os dias! 

Bons estudos e boa sorte!


BANNER-EBOOK-ENEM

Compartilhar:

16 comentários

  1. Professor, realmente seus conteúdos são excelente!!

  2. Muito show!!!

  3. Professor, estou aprendendo muito em suas aulas, Parabéns!

  4. Amo a metodologia, a linguagem que você utiliza, pois consigo entender o conteúdo com clareza!

  5. Incrível o modo que explica, não tem como não entender.
    Obrigada professor.

  6. Realmente um professor que consegue deixar mais facil o aprendizado ta me ajudando muito nos concursos que estou fazendo. obrigado

  7. Otimo como sempre .

Deixe uma resposta