Simbolismo em Portugal

Simbolismo em Portugal

O Simbolismo em Portugal iniciou-se com a publicação da obra “Oaristos”, de Eugênio de Castro. Apesar de ter convivido, no final do séc. XIX, com as escolas antirromânticas do período realista – Realismo, Naturalismo e Parnasianismo –, o Simbolismo caracterizou-se por apresentar uma percepção de mundo diferenciada, sendo mais subjetivo e sensorialista. Por isso, a temática simbolista é mais ligada às sensações que às explicações objetivas, afinal, para o místico, o mais relevante é que o mundo seja sentido, e não explicado. Tendo como base o sensorialismo, portanto, a poesia simbolista procura sugerir, por meio das sensações, o que é possível perceber do universo místico. Sendo assim, a experiência mística é traduzida em sensações que nós, humanos, somos capazes de perceber por meio dos cinco sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato. E aí, ficou curioso para saber mais sobre o Simbolismo em Portugal? Então, fique ligado no vídeo que sai hoje, às 16h, no meu canal do YouTube!


BANNER-EBOOK-ENEM

Compartilhar:

Deixe uma resposta