Tudo sobre o Enem 2019

Tudo sobre o Enem 2019

É muito comum, em nossas rodas de conversa, chegarmos ao assunto da velocidade do tempo, não é mesmo? De fato, os anos têm passado muito rápido. E aqui estamos nós, mais uma vez, preocupados com aquele que é motivo de muitas de nossas noites sem sono: o Enem! Sim, nós sabemos que há um longo caminho até novembro, mas não se engane, há muito para estudar e o tempo não espera!

Por isso, separamos algumas dicas e as principais informações para você que quer chegar tranquilo aos dias das provas. Não esqueça: para se dar bem no exame que é a porta de entrada para as principais universidades do país, não basta estudo e dedicação, é preciso organização!

Calendário do MEC

Não deixe de acompanhar o calendário do MEC, no qual são apresentadas as informações a respeito do passo a passo para inscrição, obtenção do cartão de confirmação, dentre outros detalhes. Acabamos de passar pelo período de solicitação de isenção da taxa a ser paga para se inscrever e de justificativa de ausência no exame de 2018. No dia 6 de maio, começa o prazo para as inscrições, assim como para a solicitação de atendimento especial. Fique atento, pois ele termina no dia 17 do mesmo mês. No dia 20, o calendário abre espaço para o pedido de uso do nome social, que pode ser requerido por travestis e transsexuais. As datas de publicação do cartão de confirmação e locais de prova ainda não foram confirmadas, mas devem ser divulgadas em outubro.

As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, dois domingos consecutivos, o que vem acontecendo desde 2017. No primeiro dia, serão voltadas às áreas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (literatura, língua portuguesa e língua estrangeira), Redação, Ciências Humanas e suas Tecnologias (geografia, história, filosofia e sociologia). O segundo dia será dedicado às áreas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (biologia, física e química), Matemática e suas Tecnologias. Em 2018, cada uma dessas áreas apresentou 45 questões para serem resolvidas.

Os gabaritos devem ser publicados no dia 13 e o resultado sai em janeiro de 2020.

Qual a importância do Enem?

Você já sabe: o Enem é a principal porta de entrada para as principais universidades do país e instituições portuguesas. É através dele que você pode, inclusive, se beneficiar de programas educacionais como o Prouni e o Sisu, garantia, também, para o acesso à rede pública de ensino superior e a excelentes universidades privadas. Ele é obrigatório em alguns vestibulares e pode ser de grande valia em outros.  

É importante saber que a nota de tal exame se tornou obrigatória para a solicitação do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior – Fies.

Atualmente, algumas instituições permitem que o candidato escolha se deseja fazer o vestibular ou usar a nota do Enem como critério de avaliação. Há também aquelas que substituem a primeira fase de suas provas pela nota ou, ainda, aquelas que usam a nota para “incrementar” o resultado do vestibular.   

Dia da prova

A principal regra é: chegar dentro do limite de horário estabelecido! Leve apenas o necessário, ou seja, caneta esferográfica preta, de material transparente, e um documento original com foto. Também é possível apresentar o cartão de identificação e a declaração de comparecimento impressa.

Não é permitido o uso de borrachas, corretivos, lápis ou lapiseiras, canetas que não sejam transparentes, calculadoras, nem qualquer tipo de material de consulta. Evite o uso de chapéus ou bonés e desligue seu smartphone. Você receberá, antes do início da prova, um envelope para guardar todos os pertences proibidos. No site do MEC, é possível encontrar a lista completa daquilo que NÃO deverá portar no dia.

Não esqueça: os portões abrirão às 12 horas e fecharão às 13 horas.

O que muda no Enem 2019?

Mudanças significativas não deverão ser observadas ainda neste ano. De acordo com o próprio MEC, elas ocorrerão a partir de 2021. Contudo, já podemos notar algumas novidades! A primeira é que candidatos surdos ou com qualquer outro tipo de deficiência auditiva poderão indicar o uso de aparelho auditivo já durante a inscrição. Tal necessidade deverá ser comprovada mediante documentação especificada no site do Ministério. Outra mudança: as folhas de rascunho para redação e cálculos não serão mais avulsas. Você poderá encontrá-las ao final do caderno de questões. Tal espaço poderá ser destacado caso haja necessidade.  

Ainda é possível zerar a redação em 2019?

Esta regra não muda! É preciso estar atento à proposta de redação. Assim como nos principais vestibulares, as exigências costumam apontar para textos de tipologia dissertativa-argumentativa. Fugir disso significa, sim, nota zero! Uma dica infalível para cumprir seu objetivo: elaborar uma tese, mostrar conhecimento sobre ela, usar argumentos para defendê-la! Viu só? Não é tão difícil!

Fuja das armadilhas da letra ilegível, das rasuras, das palavras de baixo calão, dos desenhos. Leia muito! Esteja sempre atualizado! Quanto mais amplo o seu repertório, maiores as chances de sucesso! Os temas são sempre atuais e ligados a assuntos, muitas vezes, polêmicos. Não precisa enrolar! Seja objetivo e saiba posicionar-se com muita informação, mostrando conhecimento sobre a proposta.

Prova de linguagens e códigos

Não existem segredos nem fórmulas prontas. Interpretação de texto é fundamental! Boa interpretação advém de muita leitura! Portanto, quem não gosta de ler já começa um passo atrás nesta “competição”. Repertório linguístico e conhecimento de mundo fazem você se posicionar de maneira crítica sobre tudo que está ao seu redor.

Uma dica importante: gramática não foi feita para ser decorada, mas compreendida e utilizada de forma contextualizada! Troque ideias com os seus professores, utilize as regras que aprende no seu dia a dia e tudo se tornará bem mais descomplicado!

Compartilhar:

Deixe uma resposta