Tudo sobre o Enem Online

Tudo sobre o Enem Online

Uma notícia mexeu com a cabeça de muitos estudantes – provavelmente também com a sua – no mês de julho: a de que a partir do ano que vem o Enem será online. Muito se tem questionado a respeito, o que é natural, já que isso muda, e muito, não apenas a organização dos conteúdos, mas também o planejamento de estudos de muitas instituições do país e a forma de se preparar para esta nova realidade. 

Fomos atrás de algumas das principais informações a respeito para que você entenda melhor este processo e fique por dentro de tudo!

TRANSIÇÃO PARA A PROVA DIGITAL

O Enem deve ser aplicado de forma digital já a partir do ano que vem (2020), para cerca de 50 mil candidatos, em algumas capitais do país, segundo informação do MEC. A ideia é realizar uma transição processual, ou seja, integrada aos poucos à nova realidade do estudante. Tudo indica que, a partir de 2026, o exame será totalmente online.  

Como acabamos de dizer, 50 mil candidatos já passarão por esse processo no próximo ano. Eles farão as provas em dois domingos, assim como a redação. O governo adiantou as datas de 11 e 18 de outubro. Já os estudantes que passarão pelo processo tradicional serão avaliados em 1º e 8 de novembro. 

Um dos objetivos é possibilitar, no futuro, que o Enem possa ser feito por agendamento, o que possibilitará que as provas sejam realizadas em várias datas do ano, contando, obviamente, com versões diferentes. Isso prevê, ao longo do tempo, uma economia, inclusive para o candidato, que, segundo o MEC, deverá ter diminuídos os custos da inscrição.  

A PROVA DIGITAL

Como você já sabe, come este novo modelo de exame, a necessidade de versões variadas se fará presente. O governo argumenta que, além de reduzir os custos, quer inserir os chamados itinerários formativos. O que isso significa? Os itinerários são as cinco áreas específicas do conhecimento em que, depois da Reforma do Ensino Médio, o aluno poderá escolher se aprofundar. O exame poderá ser voltado para essas áreas, também a partir da escolha do candidato. 

Depois da Reforma, ficou estabelecido que as escolas se adaptem à nova realidade, adotando os itinerários a partir de 2021. Se você começou o Ensino Médio agora ou está para começar, certamente passará por tal adaptação. Ao se inscrever no Enem, você poderá escolher a área desejada no Ensino Superior, para que sua prova seja voltada a essas “afinidades”.

CONTEÚDO DA NOVA VERSÃO

O próprio MEC afirmou que ainda não tem definido o que será cobrado nessa nova versão do exame. A princípio, o primeiro dia do exame seria voltado ao conhecimento geral e o segundo, para as áreas específicas. É preciso esclarecer, contudo, que isso ainda não está definido, é preciso que o Ministério organize a agenda quanto a essa questão. 

O fato é que a Reforma do Ensino Médio foi sancionada e muitas instituições já vêm se adaptando a ela. Isso tudo por conta da Base Nacional Comum Curricular, conhecida como BNCC, que sofreu alterações quanto ao currículo e ao cronograma dos conteúdos. 

PROBLEMAS E SOLUÇÕES

A grande questão, para muitos educadores, é: teremos uma prova totalmente renovada ou apenas uma versão digital da impressa que já existe? Para eles, é preciso que o Enem online acompanhe as novas demandas da sociedade e se adapte a esta realidade virtual e tecnológica. É possível, por exemplo, utilizar as provas para sentir as novas necessidades de escolas e alunos, criar questões mais reflexivas, sair do padrão da múltipla escolha, adequar-se a uma realidade que já bate à nossa porta há muito tempo. 

Não podemos deixar de pensar em outro problema: a falta de infraestrutura de muitas instituições do país. O governo informou que não comprará novos computadores, que poderá utilizar modelos próprios para o momento da avaliação e até mesmo aqueles de que a escola dispõe. Contudo, como bem sabemos, muitas escolas não possuem nem mesmo laboratório de informática. Esta é, com certeza, uma questão que deverá ser bastante pensada e organizada de modo que nenhum estudante saia prejudicado. 

Se o processo funcionar, as provas certamente serão mais completas, com jogos, vídeos e outros recursos que permitirão uma reflexão mais ampla acerca de todos os problemas diários com os quais o aluno se depara. De acordo com o governo, estudantes poderão receber as provas corrigidas pelo celular. Isso representaria uma grande modernização do sistema.

CURIOSIDADE

Você sabia que os planos de tornar o Enem digital existem desde 2015? Esta não é uma ideia nova, ela vem sendo repensada e reestruturada desde então. O Ministério então vigente já trabalhava com a hipótese de criar várias versões da prova durante um mesmo ano. A inspiração vinha de alguns sistemas digitais de aplicação utilizados em outros países, como os Estados Unidos, em que parte dos alunos vêm fazendo provas online desde 2017 para admissão em algumas universidades.  

Uma consulta popular chegou a ser feita aqui no Brasil e muitas pessoas mostraram-se interessadas no assunto. Por enquanto, o que nos resta é aguardar para ver se teremos todas essas novidades em tão pouco tempo, e estudar de modo a nos adaptarmos ao que vem por aí. 

E você, acha que a versão online pode ser interessante? Comente aqui!

Abraços e bons estudos!


BANNER-EBOOK-ENEM

Compartilhar:

6 comentários

  1. Acho que esse novo mode de fazer o ENEM será muito bom, poderá ser ate melhor do que o modo tradicional. Estou ansiosa para testar esse novo método.

  2. Acho que já é muito interessante, mas ainda tem que ser repensada para não prejudicar ninguém!

    1. Concordo com você, Fabíola, a implementação deste formato deve ser gradativa, muito pensada e organizada. Abraço!

  3. Como ficaria a redação no ENEM digital?

    1. Oi, Vanessa, tudo bem? Isso ainda está sendo pensado e discutido, mas, com o Enem 100% on-line, a redação deve seguir o mesmo padrão, sendo digitada. Nada certo ainda, vamos aguardar para ver. Abraço!

Deixe uma resposta